Azul (AZUL4) – Ações disparam após notícia sobre vacina da Moderna (M1RN34)

ANÚNCIO

Nesta segunda-feira (16), as ações da Azul (AZUL4) operam em forte alta de 12,14% após a Moderna (M1RN34) anunciar que sua vacina contra a Covid-19 é 94,5% eficaz com base nos resultados da fase 3 dos testes.

A empresa de biotecnologia norte-americana afirmou que o próximo passo é requerer à Food and Drug Administration, agência federal do Departamento de saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, a liberação para o uso emergencial da vacina

ANÚNCIO

Com o otimismo internacional em razão da notícia, os ativos de companhias aéreas do exterior também voltaram para alta. No Brasil, os papéis da Gol (GOLL4) acompanharam o ritmo com avanço de 8,59%, a R$ 21,24.

Azul (AZUL4) - Ações disparam após notícia sobre vacina da Moderna (M1RN34)
Fonte: (Reprodução/Internet)

Azul (AZUL4) sofre perda de 73% em receita 

Com os ânimos girando em torno da vacina contra o coronavírus, as ações preferenciais da Azul (AZUL4) parecem não refletir o balanço negativo da companhia. A empresa reportou receita de R$ 805, 3 milhões, queda de 73% na comparação anual.

Além disso, a Azul divulgou prejuízo de R$ 1,23 bilhão ante déficit de 550,5 milhões referente ao terceiro trimestre de 2019. Ainda em baixo ritmo, o lucro Ebitda (antes juros, impostos, depreciação e amortização) caiu 78%, para R$ 198,3 milhões. 

ANÚNCIO

Embora os números da companhia tenham sido negativos, as ações da Azul até às 16h23 já contam com uma variação positiva de 11,68%. Entretanto, estão bem longe do ideal para o ano tendo em vista que os papéis acumula desvalorização de 44,42% em razão da crise do coronavírus que afetou o setor aéreo. 

Companhia estima retomada da demanda até 80%

Também, a companhia aérea informou que a estimativa para o turismo de negócios é uma retomada entre 70 a 80% dos patamares pré-pandemia. O presidente John Rodgerson declarou que a Azul conta com a vantagem de seus negócios não dependerem tanto de grandes cidades como Rio de Janeiro e São Paulo. 

De acordo com o executivo, as operações de negócios são mais distribuídas por pequenos empreendimentos de agronegócio e regionais. Consoante ao pronunciamento, essas divisões já mostram recuperação de até 40% na demanda. 

ANÚNCIO

Veja também: Ações da Gol operam em alta após aumento da demanda 

ANÚNCIO