AstraZeneca (AZN) suspende testes de vacina contra Covid-19

ANÚNCIO

Na terça-feira (8), a AstraZeneca (AZN) suspendeu os testes da vacina contra Covid-19, inclusive no Brasil, após voluntário que participava do estudo clínico da empresa ter adoecido. A reação poderá atrapalhar os esforços para acelerar uma possível imunização contra o vírus. 

Em comunicado, a farmacêutica afirmou que a pausa no procedimento levou levou os pesquisadores a revisar todos os padrões das vacinas até então desenvolvidas em razão do paciente ter manifestado doença inexplicada. 

ANÚNCIO

A interrupção do projeto teve o intuito de dar aos profissionais mais tempo para examinar a segurança e integridade dos testes. Nesse ínterim, as ações da empresa recuaram na manhã desta quarta-feira (9) em Londres. 

AstraZeneca (AZN) suspende testes de vacina contra Covid-19
Fonte: (Reprodução/Internet)

Acompanhe as últimas notícias sobre uma das vacinas que está em teste no Brasil. 

AstraZeneca (AZN) e Universidade de Oxford falam sobre vacina

A AstraZeneca (AZN) em parceria com a Universidade de Oxford está desenvolvendo vacina contra a Covid-19 e tem sido vista como uma das principais candidatas à imunização. Os estudos clínicos estavam em andamento no Reino Unido, Estados Unidos, Brasil e África do Sul.

ANÚNCIO

Em meio à suspensão do procedimento, Michele Meixell, porta-voz da farmacêutica, declarou que a decisão pela pausa dos testes é uma ação de rotina e que deve ser tomada sempre que surgir reações durante o estudo.

Michele completou que é cedo para dar um diagnóstico detalhista sobre o quadro do voluntário. No mesmo sentido, a Universidade de Oxford confirmou que a pausa foi desencadeada por seu processo de revisão padrão.

Em grandes testes, as doenças acontecem por acaso, mas devem ser revistas de forma independente para verificar isso com cuidado”, declarou a instituição em comunicado por e-mail. 

ANÚNCIO

Especialistas avaliam suspensão

De acordo com o Bloomberg, Eric Topol, cardiologista e especialista em ensaios clínicos do Scripps Research Translational Institute, em San Diego, afirmou que a suspensão dos testes de vacinas são comuns. 

Para o médico, existe uma grande probabilidade do evento adverso não estar relacionado à proposta de imunização, mas sim de tratar-se de uma medida de precaução e segurança. 

Já segundo Paul Offit, pediatra e também especialista em vacinas do Hospital Infantil da Filadélfia, declarou que é importante que os pesquisadores investiguem a reação do voluntário. Segundo o profissional, a situação não foi desencadeada por aplicação de uma grande dose viral.

Reação do mercado após medida da AstraZeneca (AZN)

Após a notícia da suspensão dos testes das vacina, as ações da AstraZeneca (AZN) chegaram a cair até 3% no início do pregão em Londres. No decorrer do dia, o recuo foi reduzido a 0,86% conforme os investidores se apegavam à ideia de que o ocorrido era comum em estudos clínicos.

  • Valor de mercado AstraZeneca (AZN): US$ 140 bilhões e a maior ponderação de todas as empresas do Índice FTSE-100 (UKX) do Reino Unido.

Já as ações da BioNTech (BNTX), que está em parceria com a farmacêutica Pfizer (PFIZ34), e da Moderna Therapeutics (MRNA), empresas que estão trabalhando em vacinas rivais, ganharam no final do pregão em Nova York na terça-feira (8). 

ANÚNCIO