AstraZeneca (A1ZN34) e Oxford podem lançar vacina contra Covid-19 em 2020

ANÚNCIO

Nesta quarta-feira (4), a Universidade de Oxford comunicou que espera apresentar resultados de testes em estágio final sobre sua vacina contra o coronavírus, desenvolvida em parceria com a farmacêutica AstraZeneca (A1ZN34), ainda este ano.

O pronunciamento alimentou a esperança de que o Reino Unido possa começar a lançar uma potencial vacina no final de dezembro de 2020 ou no início do próximo ano. 

ANÚNCIO

Uma possível imunização contra o novo vírus é vista como um divisor de águas na batalha contra a pandemia, que fez mais de 1,2 milhão de vítimas em todo o mundo, fechou partes da economia global e virou a vida normal de cabeça para baixo para bilhões de pessoas. 

AstraZeneca (A1ZN34) e Oxford podem lançar vacina contra Covid-19 em 2020
Fonte: (Reprodução/Internet)

Universidade de Oxford fala sobre eficácia da vacina 

De acordo com o chefe do estudo de vacinas da Universidade de Oxford, Andrew Pollard, o resultado sobre a eficácia da vacina contra Covid-19 deve sair este ano para, posteriormente, serem cuidadosamente revisado pelos órgãos reguladores. 

Após essas etapas, a proposta de imunização passará por decisão política para definir quem deve receber a vacina. Com isso, Pollard afirmou estar otimista sobre a conclusão desse processo ainda em 2020.

ANÚNCIO

Anteriormente, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou que existe a possibilidade de uma vacina ser liberada no primeiro trimestre de 2021.

Leia mais: EUA compram o primeiro lote de vacinas Pfizer (PFIZ34) da Covid-19.

Imunização pode chegar antes do Natal 

Quando questionado se esperava que a vacina começasse a ser implantada antes do Natal, Andrew Pollard declarou que existe uma pequena chance de isso ser possível, mas ainda não é algo certo.

ANÚNCIO

Espera-se que a AstraZeneca (A1ZN34) seja uma das primeiras de grandes empresas farmacêuticas a ser submetida à aprovação regulatória, junto com as concorrentes Pfizer (PFIZ34) e BioNTech (B1NT34).

Traduzido e adaptado por Equipe Folha Capital

Fonte: CNBC News

ANÚNCIO