As 5 melhores e piores ações do Ibovespa (IBOV) em setembro

ANÚNCIO

O principal assunto que marcou o mercado financeiro no mês de setembro foi o avanço da dívida brasileira, que também funcionou como destaque dos negócios no Ibovespa (IBOV).

As preocupações com o risco fiscal somaram-se às tensões da crise do coronavírus que afetaram também o mercado internacional e as economias globais.

ANÚNCIO

Ainda, os investidores seguem temerosos com uma segunda onda de contaminação do novo vírus nos EUA e na Europa. Mas, neste ínterim 5 ações se destacaram no principal índice da Bolsa brasileira. 

As 5 melhores e piores ações do Ibovespa (IBOV) em setembro
Fonte: (Reprodução/Internet)

Os 5 melhores desempenhos do Ibovespa (IBOV)

  • Localiza (RENT3): +17,67%;
  • Pão de açúcar (PCAR3): 9,81%;
  • Azul (AZUL4): +9,77%;
  • Gerdau (GGBR4): +8,96%;
  • Qualicorp (QUAL3): +8,80%.

No primeiro lugar do ranking de ganhos no Ibovespa (IBOV) está as ações da Localiza (RENT3) que somaram valorização de mais de 17% em setembro.

O desempenho positivo veio após a empresa anunciar combinação de negócios com a também locadora de veículos Unidas (LCAM3). 

ANÚNCIO

Já no trimestre, além da Localiza (RENT3) as siderúrgicas também foram destaque nos pregões, motivados pela valorização do Dólar e pela retomada das atividades da indústria de commodities. 

As 5 piores ações do mercado em setembro

  • B2W (BTOW3): -19,73%;
  • Cosan (CSAN3): -17,92%;
  • PetroRio (PRIO3): -16,71%;
  • Via Rumo (RAIL3): – 15,66%;
  • Via Varejo (VVAR3): -15,37.

As ações da B2W (BTOW3), empresa de e-commerce, estiveram no topo da lista das piores ações do principal índice da Bolsa em setembro, período em que o Ibovespa (IBOV) recuou 4,80% dando sequência em agosto.

ANÚNCIO