Amazon (AMZO34) reporta crescimento de 37% nas vendas durante o trimestre

ANÚNCIO

Ontem, a Amazon (AMZO34) divulgou resultados melhores do que o esperado no terceiro trimestre incluindo lucros elevados e crescimento de 37% nas vendas online. No pregão desta sexta (30), apesar dos dados positivos, as ações da companhia apresentam queda de 4,09%.  

A gigante do e-commerce forneceu uma ampla faixa de projeções no quarto trimestre, estimando receita bilionária e com crescimento significativo na comparação anual. Mas, a Amazon (AMZO34) também reportou fortes despesas referentes ao coronavírus. 

ANÚNCIO

Ainda sim, empresa de Jeff Bezos continua a ser uma das maiores marcas beneficiárias da pandemia, à medida que os consumidores dão preferência às compras online de mantimentos e utensílios domésticos.

Amazon (AMZO34) reporta crescimento de 37% nas vendas durante o trimestre
Fonte: (Reprodução/Internet)

Leia mais: Marca de comércio eletrônico lança primeira loja online na Suécia.

Amazon (AMZO34) indica receita de bilhões impulsionada pelas vendas

De acordo com relatório, a Amazon (AMZO34) teve receita US$ 96,15 bilhões ante US$ 92,7 bilhões esperados, de acordo com analistas consultados pela Refinitiv. A marca deve enfrentar uma demanda ainda maior na temporada de férias, com os compradores provavelmente fazendo a maior parte dos presentes comprando online em vez de ir em lojas físicas.

ANÚNCIO

“Estamos vendo mais clientes do que nunca comprando cedo para seus presentes de Natal, o que é apenas um dos sinais de que esta será uma temporada de férias sem precedentes”, disse Jeff Bezos, CEO da Amazon, (AMZO34) em um comunicado.

  • Receita operacional: US$4,5 bilhões.

A empresa norte-americana afirmou que as vendas no quarto trimestre ficarão entre US$ 112 bilhões e US US$ 121 bilhões. A estimativa representa um crescimento de 28% a 38% em relação ao ano anterior, enquanto os analistas esperam receita de US$ 112,3 bilhões para os próximos meses. 

Companhia registra gastos de 4 bilhões com a pandemia

Ainda, segundo demonstração financeira a companhia assumiu cerca de US$ 4 bilhões de custos vinculados à Covid-19. O desempenho indica avanço em relação ao último trimestre, quando a Amazon (AMZO34) informou que gastaria mais de US$ 2 bilhões em medidas relacionadas à pandemia.

ANÚNCIO

O diretor financeiro Brian Olsavsky declarou em uma ligação com analistas que a maior parte desses custos resultam de ventos contrários à ao sistema de funcionamento de seus armazéns, incluindo a aplicação de regras de distanciamento social.

Conforme o executivo, os intervalos estendidos para trabalhadores e outras medidas para garantir que os funcionários estivessem seguros também afetaram produtividade da empresa. Os custos também incluem investimentos em limpeza aprimorada e em testes para para detectar o novo vírus.

Traduzido e adaptado por Equipe Folha Capital.

Fonte: CNBC News.

ANÚNCIO