Airbnb planeja pedido de oferta pública inicial para semana que vem

ANÚNCIO

A empresa americana Airbnb vai fazer pedido de oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) no início da próxima semana, mesmo com a intensificação da pandemia da Covid-19, disseram duas pessoas familiarizadas com o assunto nesta quinta-feira (5).

O pedido de IPO dará aos investidores de fora dos EUA sua primeira visão detalhada dos negócios do marca de aluguel online de imóveis. A oferta pode ser uma estratégia interessante para a companhia que precisou se reinventar com os impactos do novo vírus.  

ANÚNCIO

Durante a crise, o Airbnb passou a investir em aluguem de casas de férias já que o público substituiu a procura por apartamentos nas cidades a fim de evitar as regiões com maior número de contaminação. 

Airbnb planeja pedido de oferta pública inicial para semana que vem
Fonte: (Reprodução/Internet)

Airbnb pretende definir preço de IPO este ano

Ainda segundo as fontes, o Airbnb planeja definir a faixa de preço da abertura de capital e lançar um “road show”, evento para atrair investidores, em dezembro desde que as condições do mercado sejam favoráveis para a operação.

A transação da startup é uma das mais esperadas pelo público e tida como uma das maiores listagens do mercado de ações de 2020, em um ano que já é sucesso de IPOs.

ANÚNCIO

Empresas como a gravadora Warner Music (WMG), a companhia de análise de dados Palantir Technologies (PLTR) e a marca de armazenamento de dados Snowflake (SNOW) realizaram uma das ofertas bem sucedidas deste ano. 

Leia mais: Snowflake (SNOW) tem a maior IPO do ano nos EUA.

Startup pode ser avaliada em US$ 30 bilhões 

Em outubro, a Reuters relatou que o Airbnb pretendia arrecadar cerca de US$ 3 bilhões e que poderia atingir uma avaliação de US$ 30 bilhões no IPO.

ANÚNCIO

No entanto, o coronavírus fez com que a startup adiasse os planos. Em abril, durante a primeira onda da pandemia, o Airbnb garantiu financiamento de emergência de alguns investidores, incluindo Silver Lake e Sixth Street Partners.

Agora, os Estados Unidos enfrenta uma nova onda de contaminação. O país tem outro recorde diário para casos do novo vírus, com pelo menos 102.591 infecções relatadas ontem. Apesar do cenário, a empresa não mostrou intenção de adiar mais uma vez a transação. 

Traduzido e adaptado por Equipe Folha Capital

Fonte: CNBC News.

ANÚNCIO