Ações da Nike (NKE) disparam mais de 8% após divulgação de resultado trimestral

ANÚNCIO

No pregão da Bolsa de Nova York (NYSE), desta quarta-feira (23), as ações da Nike (NKE) operam em alta de mais de 8% após a empresa divulgar os resultados do seu primeiro trimestre fiscal.

Com base no balanço divulgado, a Nike (NKE) superou as expectativas dos analistas indicando receita de mais de US$ 1 bilhão durante a temporada. O desempenho da marca sinalizou recuperação dos impactos da pandemia.

ANÚNCIO

Muitas empresas de calçados e vestuário, incluindo a Nike (NKE), foram afetadas pelo fechamento de lojas e pelo declínio do comércio no início do ano. Em maio, a empresa chegou a registrar queda de 38% em sua receita.

Ações da Nike (NKE) disparam mais de 8% após divulgação de resultado trimestral
Fonte: (Reprodução/Internet)

Ações Nike (NKE) disparam 8,65% na NYSE

A gigante de roupas esportivas já começou o dia movimentando o pré-market nos EUA. Com a abertura do pregão na NYSE, as ações Nike (NKE) saltaram 8,65%, às 11h40 (horário de Brasília).

A valorização dos ativos veio após a empresa reportar recuperação acima do esperado pelo mercado. A empresa reportou lucro por ação de US$ 0,95 nos três meses encerrados em 31 de agosto.

ANÚNCIO
  • Receita: US$ 10,6 bilhões, queda de 1% na comparação anual.

De acordo com a Refinitiv, os analistas de Wall Street projetaram lucro por ação de US$ 0,47 e receita de US$ 9,14 bilhões.

Vendas no e-commerce saltam 82%

O resultado positivo da empresa é resultado principalmente das vendas online da marca que cresceram 82% durante o trimestre fiscal, incluindo o avanço de três dígitos no mercado da Europa, Oriente Médio e África.

Ações da Nike (NKE) disparam mais de 8% após divulgação de resultado trimestral
Fonte: (Reprodução/Internet)

Nos últimos anos, a empresa mudou sua atuação no mercado por meio de varejistas terceirizadas com o intuito de expandir os negócios de e-commerce e seus próprios canais de vendas diretas.

ANÚNCIO

A receita da marca voltou a crescer nos mercados da Europa, Oriente Médio, África e China. Já as vendas na América do Norte recuaram 2%, enquanto na América Latina a queda foi de 18%. Apesar das baixas, o declínio foi inferior ao registrado no trimestre anterior, de 46%.

Empresa atribui recuperação ao crescimento digital

Quanto às vendas digitais, o CFO da Nike (NKE), Matt Friend, declarou que a empresa vem ampliando sua participação no mercado online. O executivo afirmou que a estratégia impulsionou a recuperação da companhia, que teve suas atividades presenciais suspensas em razão do coronavírus.

A Nike está se recuperando mais rapidamente com base na dinâmica da marca e no crescimento digital, bem como nosso foco incansável na normalização da oferta e da demanda do mercado”, declarou Matt Friend.

Conforme o executivo, a demanda do aplicativo da Nike (NKE) também registrou aumento de 150% durante o trimestre. No mesmo sentido, o CEO John Donahoe informou que a plataforma teve crescimento de três dígitos em usuários ativos.

ANÚNCIO