Ações da Cogna (COGN3) caem após J.P Morgan (JPMC34) rebaixar recomendação

ANÚNCIO

Enquanto o Ibovespa (IBOV) opera em alta lutando para sair dos 95 mil pontos, as ações da Cogna (COGN3) chegaram a cair 2,41%, às 11h53. 

O recuo dos ativos vieram após a gestora americana J.P Morgan (JPMC34) divulgar relatório rebaixando a recomendação dos papéis da empresa. 

ANÚNCIO

Além das ações da companhia, outros ativos do setor de educação também indicam desvalorização no pregão desta segunda-feira (5). 

Ações da Cogna (COGN3) caem após J.P Morgan (JPMC34) rebaixar recomendação
Fonte: (Reprodução/Internet)

Ações da Cogna (COGN3) são rebaixadas para venda

O J.P Morgan (JPMC34) rebaixou as ações da Cogna (COGN3) de neutra para venda (“underweight”, no termo em inglês). Além disso, a gestora cortou o preço-alvo dos papéis de R$ 6 para R$ 5.

O valor atualizado corresponde à desvalorização de 7,40% ante a precificação do pregão anterior, de R$ 5,40. 

ANÚNCIO

De acordo com o diretor-executivo do J.P Morgan (JPMC34), Marcelo Santos, a atualização do status da Cogna (COGN3) acompanham uma projeção mais cautelosa para a companhia. 

O executivo afirmou que esta iniciativa se deve principalmente pelos impactos da crise no setor de ensino e a suspensão das atividades presenciais, que corresponde 41% da receita da empresa. 

J.P Morgan (JPMC34) destaca nível de alavancagem da empresa

Em relatório sobre recomendação dos ativos, o J.P Morgan  (JPMC34) destacou que o nível de alavancagem do Cogna (COGN3) é de 2,96 vezes perto do limite de 3,0 vezes do compromisso financeiro. No segundo trimestre, a empresa reportou prejuízo de 454,7 milhões.

ANÚNCIO

Com isso, os ativos da empresa chegaram a cair mais de 2%, mas diminuíram a baixa para 1,1%, às 15h08. Também do segmento de educação, as ações da Yduqs (YDUQ3) caíram 2,84% no começo do pregão.

ANÚNCIO