4 dicas de como organizar sua vida financeira para 2021

ANÚNCIO

Organizar a vida financeira pode não ser um das coisas que constam daquela famosa lista de planos para o ano novo. É muito comum as pessoas renovarem outras metas como começar novamente uma dieta e entrar na academia.

Entretanto, é válido lembrar da organização das finanças para não começar o ano com dívidas. Muita gente pensa que o segredo está em fazer inúmeras listas, mas na verdade o sucesso reside em criá-las e saber mantê-las. 

ANÚNCIO

Pra aumentar a capacidade das finanças hoje e no decorrer do próximo ano, aqui vão 4 dicas de como organizar a vida financeira.

dicas para organizar sua vida financeira
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja também: 5 passos para economizar dinheiro

1. Estipule um orçamento anual

Quando o assunto é finanças deve-se imaginar um fluxo de entrada e de saída de dinheiro. Isso leva à conclusão que economizar e investir durante a vida resultará num aumento do valor líquido a longo prazo. 

ANÚNCIO

Esta estratégia é uma das mais eficazes para alcançar os objetivos que exigem recursos materiais. Por isso, criar o próprio orçamento pode ajudar a construir um planejamento financeiro e permanecer no caminho certo. 

  • Monte um orçamento: considere quanto é percebido mensalmente após o pagamento de impostos, qual o percentual de gastos e qual o valor economizado. 
  • Tenha uma reserva de emergência: o colchão de liquidez ajuda a arcar com despesas inesperadas. 

Caso não tenha um controle de quanto sai e entra do bolso, utilize ferramentas que permitam o gerenciamento da vida financeira como planilhas ou aplicativos.

Como gerenciar despesas?

  • Descubra quanto de dinheiro precisa para cobrir despesas fixas;
  • Determine quanto de capital gostaria de economizar para outras metas;
  • Calcule o patrimônio líquido pessoal: some tudo que ganha por ano e subtraia o valor das dívidas, o resultado é o patrimônio líquido;
  • Torne os custos indispensáveis em investimentos: Caso tenha grande custos entre curto e longo prazo como mensalidade de faculdade ou viagem para o exterior o ideal é mantê-los em um investimento seguro e com liquidez

Tesouro Selic e CDB 

Neste último caso, o Certificado de Depósitos Bancários (CDB) pode ser interessante já que oferece liquidez diária e taxa de rentabilidade similar ou até maior que o CDI. 

ANÚNCIO
ano novo sem dívidas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Outra opção é o Tesouro Selic que é um título público de renda fixa com rentabilidade atrelada à Taxa Selic. Atualmente, a taxa básica de juros encontra-se baixa, de 2%.

A vantagem é que pode resgatar a qualquer momento e com perdas menores quando feito antes da data estipulada para resgate. O título também tem baixa volatilidade e também gera liquidez diária. 

Fique por dentro: Reserva de emergência – O que fazer quando o dinheiro acaba?

2. Administre as dívidas do próximo ano

Para o vice-presidente de planejamento de finanças do Swab Center for Financial Research (SCFR), Rob Williams, a dívida não é essencialmente algo bom ou ruim. Trata-se de uma ferramenta que necessita de gerenciamento. 

Segundo o especialista, uma das formas de gerenciamento deste débito é manter as despesas mensais da casa como juros e impostos abaixo de 20% da receita anual

  • Mantenha dívidas de cartão de crédito e empréstimo abaixo de 36% de sua receita;
  • Quite dívidas de cartão de crédito e evite empréstimo para itens passíveis de depreciação (que perdem valor no decorrer do uso ou desgaste natural) como automóveis.

3. Otimize o portfólio de investimento

Caso tenha investimentos, o ideal é criar um plano que ajude a manter a disciplina diante de qualquer cenário do mercado. Por isso, avalie como você tem realizado os investimentos já que essa é a decisão mais importante dentro do universo de aplicações. 

portfólio de investimento
Fonte: (Reprodução/Internet)
  • Faça uma combinação de ativos: montar uma carteira diversificada com títulos, ações, moeda, ouro é uma recomendação mais segura inclusive para um mercado em baixa. 
  • Certifique-se de que o portfólio atende aos objetivos de curto, médio e longo prazo. 
  • Avalie a performance dos investimentos duas vezes por ano, no mínimo. Atente-se que o progresso de longo prazo deve estar alinhado com as metas.

Leia mais: Confira dicas para organizar as finanças pessoais + apps de ajuda!

4. Prepare-se para o inesperado

Ainda, é importante considerar todos os tipos de cenário, desde doença a perda de emprego para ter uma vida financeira realmente sólida. Portanto, é válido assegurar-se que possui recursos para situações como essas. 

Por fim, lembre-se que não é necessário cumprir todas as dicas de uma só vez. Existem estratégias que pode ser feitas gradualmente para melhorar a saúde financeira. No entanto, garanta que fará um progresso real nas finanças durante o próximo ano.

ANÚNCIO