3 negócios que tiveram sucesso na crise

ANÚNCIO

A crise do coronavírus promoveu grandes impactos na economia mundial e afetou uma possível recuperação econômica que estava prevista para o Brasil. As empresas do país também foram prejudicadas pela tempestade de más notícias e viram suas atividades paralisadas na quarentena.

Prova desse prejuízo é que conforme levantamento feito em julho pela Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia, aproximadamente 3.500 companhias poderão pedir recuperação judicial ou pedir falência este ano.

ANÚNCIO

No entanto, apesar dos dados negativos indicando perdas generalizadas, 3 tipos de negócios sobreviveram em meio ao caos registrando inclusive crescimento neste período.

3 negócios que tiveram sucesso na crise
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja quais foram os segmentos e os negócios que obtiveram sucesso na crise.

Negócios de tecnologia despontam na crise

Os negócios de tecnologia foram os que mais se destacaram nessa pandemia. Com quase 100% dos comércios suspendidos e um grande número de pessoas em casa a procura por hardwares e softwares despontaram.

ANÚNCIO

Segundo a Associação Brasileira de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), este segmento registrou receita de 48,4 bilhões de dólares  em 2019 e segue ampliando os lucros este ano.

Nesse sentido, as companhias de tecnologia obtiveram ganhos mesmo com cenário conturbado. A empresa Dell (DELL), por exemplo, reportou avanço das vendas dos produtos de software em razão do ensino online e do home office durante o isolamento social.

Outro dado que evidencia este crescimento é que segundo o mesmo levantamento feito pela Brasscom, 43% das empresas de tecnologia entrevistadas afirmaram que poucos clientes deixaram de pagar pelos serviços tecnológicos em razão da crise.

ANÚNCIO

Ensino a distância cresce 145%

Também ligado à tecnologia, o ensino a distância foi o segundo setor que mais cresceu durante a pandemia. Os negócios deste segmento já avançavam 145% nos últimos 10 anos e agora foram intensificados com a crise.

3 negócios que tiveram sucesso na crise
Fonte: (Reprodução/Internet)

De acordo com Fredric Litto, presidente da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) o crescimento do ensino online pode gerar novas oportunidades ou significar prejuízo às pequenas instituições de educação.

Isto porque a aprendizagem a distância pode reduzir significativamente os custos tanto para as grandes instituições como para os alunos. Logo, a migração dos estudantes do ambiente físico para o virtual pode ser acelerada nos próximos anos.

Escritórios de advocacia lucram com recuperação judicial

Por fim, os escritórios de advocacia também estão entre os negócios bem sucedidos dos últimos meses tendo em vista que em razão da crise diversos serviços deste setor tiveram alta no país impulsionados pela demanda por recuperação judicial.

A estimativa do mercado é que o número de recuperação judicial deste ano seja três vezes maior que o registrado no ano passado. Conforme Waldery Rodrigues, secretário especial de Fazenda atualmente no país estão em andamento 7.200 processos e cerca de 220 pedidos de falência.

As escritórios de advocacia que atuam na área trabalhista também lucraram durante a pandemia. Segundo o advogado Rodrigo da Costa Marques do escritório Nelson Wilians, a procura por essas ações cresceram 50% em maio deste ano.

ANÚNCIO